Dia Internacional do Enfermeiro

Dia Internacional do Enfermeiro

Celebra-se hoje o Dia Internacional do Enfermeiro, no ano em que o Conselho Internacional de Enfermeiros – CIE, definiu como tema: «Enfermeiros uma voz para liderar: cuidando o mundo para a saúde».

Recorrendo às palavras da Presidente do CIE, Annette Kennedy, «Os enfermeiros servem a humanidade, através das suas ações, protegem a saúde e o bem-estar das pessoas, das comunidades e das nações», salienta ainda que, «em todo o mundo, a população reconhece habitualmente a enfermagem como a profissão mais honesta e ética de todas: as pessoas confiam e respeitam instintivamente tanto os enfermeiros como o trabalho que desenvolvem».

É este o reconhecimento de uma profissão que a par de novos saberes, se sustenta nos mais atuais conhecimentos científicos, abraça a inovação tecnológica mas que nunca se dissocia da sua história e que imprime – sempre, o seu quadro conceptual, ético-deontológico-legal.

Hoje, assinalamos todo um passado e também um presente que apenas nos podem orgulhar e orientar para um futuro mais consistente, mais motivado, mais resiliente e com maior «empowerment» para assim continuarmos, com crescente qualidade, o desenvolvimento contínuo desta profissão.

Cada enfermeiro, na sua prática diária e a cada tomada de decisão, poderá marcar a diferença ao nível da prestação de cuidados, contribuindo, por consequência, para a melhoria das condições de saúde das populações.

Este ano tem várias particularidades que coincidem para que os enfermeiros e a enfermagem tenham ainda mais visibilidade:

– A Organização Mundial da Saúde – OMS, reconhecendo a importância crucial dos enfermeiros e da enfermagem, declarou o ano de 2020 como o Ano Internacional dos Enfermeiros e das Parteiras;

– Celebra-se, precisamente hoje, o 200º aniversário do nascimento de Florence Nightingale, a menina nascida em Florença – Itália, e que se notabilizou durante a guerra da Crimeia, tendo ficado conhecida como a «Dama da Lâmpada» mas, sobretudo por ter sido pioneira com os seus contributos no campo da estatística; por ter sido uma reformista da Lei dos Pobres; pelo lançamento das bases da enfermagem como profissão com a criação da Escola de Enfermagem no Hospital de St. Thomas, em Londres; por ter alertado para a necessidade de se adotarem medidas sanitárias nos hospitais de guerra; entre outras;

– O mundo está confrontado com a pandemia do SARS-CoV-2, responsável pelo COVID-19, durante a qual também os enfermeiros estão na linha da frente, desempenhando um papel fundamental nos diversos contextos da prática clínica.

E é neste contexto, Ano Mundial dos Enfermeiros e das Parteiras, 200º aniversário do nascimento de Florence Nightingale e pandemia, que celebramos o Dia Internacional do Enfermeiro. Um dia que nos merece a reflexão, o revisitar da história do desenvolvimento da profissão e, acima de tudo, o enorme orgulho de termos o privilégio de pertencer a este grupo profissional, de SER ENFERMEIRO!

A Associação Portuguesa de Enfermeiros – APE, felicita todos os enfermeiros e, enquanto organização profissional, transmite o seu reconhecimento a todos aqueles que, diariamente, dão o seu contributo para a melhoria das condições de saúde das populações.

Lisboa, 12 de Maio de 2020

A Direção Nacional
João Fernandes, Dulce Gonçalves, Isabel Pão Alvo, Sandra Queiroz, João Raimundo, Deolinda Luz, Ilda Lourenço.